30ª Bienal de São Paulo – BH/MG

Palácio das Artes
30ª Bienal de São Paulo – A iminência das poéticas – Seleção de obras | 17 de janeiro a 17 de março de 2013
Galeria Arlinda Corrêa Lima

Divulgação BienalPalácio das Artes e o Centro de Arte Contemporânea e Fotografia abrigam, de 17 de janeiro a 17 de março, um recorte da30ª Bienal de São Paulo. Serão cerca de 270 obras, de 36 artistas, expostos em 1,5 mil m² de galeriasBelo Horizonte, cidade com maior número de obras, é a primeira a receber a itinerância da exposição que passará ainda por Juiz de Fora, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Bauru, Campinas, Araraquara e São José do Rio Preto.Resultado da parceria da Fundação Clóvis Salgado com a Fundação Bienal, é a segunda vez que a capital mineira recebe a itinerância da mostra. Em 2011, mais de 60 mil pessoas visitaram a exposição.

30ª Bienal de São Paulo – A iminência das poéticas – Seleção de Obras apresenta um conjunto de obras selecionadas da mostra paulistana e possui expografia desenhada especialmente para os espaços de Belo Horizonte, concebida pelo arquiteto Martin Corullón. O recorte que será apresentado em Belo Horizonte é dedicado às constelações tipológicas, performáticas, reflexões sobre a natureza, o tempo e suportes apresentados em São Paulo. “Nosso desafio é manter um pouco dessa intenção constelar da Bienal sem grande amplitude de espaço. Por isso, organizamos pequenos grupos (trios, quartetos), distribuindo espacialmente obras que estão articuladas em função dos vínculos entre os artistas” – explica o curador Luis Pérez-Oramas.

No Palácio das Artes, estarão expostas as seleções de portfólio dos artistas: Fernand Deligny (França), Absalon (Israel), David Moreno (EUA), TehchingHsieh (Taiwan), Allan Kaprow (EUA), Horst Ademeit (Alemanha), Arthur Bispo do Rosário (Brasil), Nydia Negromonte (Brasil), Ian Hamilton Finlay (Escócia), Sheila Hicks (EUA), Elaine Reichek (EUA), Bas Jan Ader (Holanda), Nino Cais (Brasil), Sigurdur Gudmundsson (Islândia), JiříKovanda (República Tcheca), Alfredo Cortina (Venezuela), Saul Fletcher, Cadu (Brasil), Sofia Borges (Brasil), Hreinn Fridfinnsson (Islândia/ Holanda), Runo Lagomarsino (Suécia), Paulo Vivacqua (Brasil), Rodrigo Braga (Brasil), Andreas Eriksson (Suécia), Odires Mlászho (Brasil), Moris (México) e Fernando Ortega (México).

Para o Centro de Arte Contemporânea e Fotografia da Fundação Clóvis Salgado, foram selecionadas obras que ocuparam boa parte da área climatizada da 30ª Bienal de São Paulo. No local, retratos do alemão August Sander dialogam com conjuntos do holandês Hans Eijkelboom. Fotografias de Ambroise Ngaimoko (Angola), Edi Hirose (Peru) e Alair Gomes (Brasil) estarão em ressonância com demais obras de organização tipológica, como as do venezuelano Roberto Obregón e do marfinense Frédéric BrulyBouabré.


Serviço

Evento: 30ª Bienal de São Paulo – A iminência das poéticas – Seleção de obras
Data: 17 de janeiro a 17 de março de 2013
Abertura: 16 de janeiro, às 19h
Horário: terça a sábado, das 9h30 às 21h; domingo, das 16h às 21h.
Local: Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard, Galerias Arlinda Corrêa Lima e Genesco Murta (Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena, 1537 – Centro – Belo Horizonte – MG) e Centro de Arte Contemporânea e Fotografia (Avenida Afonso Pena, 737 – Centro – Belo Horizonte – MG)
Classificação: Livre

Informações para o público: (31) 3236-7400

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s