Como definir controvérsias?

Como definir controvérsias?

Bruno Latour

  • Os experts que foram mobilizados nem sempre concordam entre eles
  • Dissenso; discordância
  • Disputas
  • Como as disputas são resolvidas?
  • Não podemos proceder em nenhum curso de ação no meio de muitas incertezas. Os casos precisam ser fechados.
  • Mapear controvérsias, desde seu início até o seu fim, reconhecendo, a cada passo, porque elas são abertas em primeiro lugar, como elas se desenvolvem, porque algumas vezes elas são fechadas rapidamente ou, ao contrário, desnecessariamente reabertas
  • O que abre uma controvérsia?
  • O que fecha um controvérsia?
  • O que reabre uma controvérsia?
  • Primeira dificualdade: raramente somos especialistas no caso em questão (não publicamos sobre o assunto em jornais ou revistas científicas especializados)
  • Intromissão desnecessária: não se tornar um par para com aquele com o qual se dialoga
  • Em muitos casos, temos que confiar em especialistas sem sermos capazes de adentrar os detalhes das provas deles
  • Mas em quem confiar? A resposta mais adequada seria: confie na comunidade científica mais relevante sobre o assunto em questão – descartamos os proferimentos daqueles que não são “científicos”, eles apenas possuem “opinião” e não “conhecimento”, também podemos descartar os enunciados “científicos” que são “irrelevantes” para a questão abordada – apenas uma ideia, pois é muito difícil delimitar o que é uma “comunidade científica relevante”
  • Quem é e quem não é cientista/científico?
  • O que é e o que não é relevante?
  • A segunda dificuldade: vários protagonistas nas controvérsias usarão o adjetivo “científico” para descrever um enunciado que não é “político” nem “irracional” ð dificuldade relacionada com a autonomia das ciências (o que é ou não científico)
  • Considera-se que é científico o que não foi distorcido pela política
  • Um jeito de “ser” ou “fazer” científico (escrita de artigos, documentação, relatos etc.)
  • Apagamento das qualidades ou dimensões retóricas (2 tipos de retórica: uma que deixa os traços de sua produção e outro que as apaga)